EFEMadrid

Pelo menos duas pessoas morreram e várias ficaram feridas esta quarta-feira devido a uma explosão, aparentemente causada por uma fuga de gás, que destruiu parte de um edifício de seis andares no centro de Madrid.

Fontes da polícia informaram inicialmente que tinham morrido três pessoas, mas o serviço de Emergências da capital espanhola confirmou depois apenas dois óbitos por causa da explosão, que também deixou oito feridos -entre eles um homem de 53 anos que sofreu um traumatismo cranioencefálico leve, e outro de 26, com uma fratura num dos tornozelos e trauma lombar.

Uma das pessoas que morreram é uma mulher de 85 anos, enquanto a outra é um homem cuja identidade não foi revelada.

O edifício, que fica na rua de Toledo, no coração da capital espanhola, fica ao lado de uma casa de repouso e de uma escola, mas não foram relatadas vítimas nesses dois locais.

Os alunos foram retirados das salas sem ferimentos, embora várias salas de aula tenham sofrido danos.

A explosão, que pôde ser ouvida a vários quilómetros de distância, ocorreu aparentemente devido a uma fuga de gás, segundo fontes do serviço de Emergências de Madri.

O prefeito da capital, José Luis Martínez Almeida, que foi ao local da explosão, também apontou a uma fuga de gás num dos imóveis da parte superior do prédio como uma causa possível.