EFEHaia

O Governo da Holanda anunciou esta sexta-feira que vai levar a Rússia ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, sediado na cidade francesa de Estrasburgo, devido "ao papel" do país no derrube do avião que fazia o voo MH17, da Malaysia Airlines, no dia 17 de julho de 2014.

A queda da aeronave, que descolou de Amsterdão rumo a Kuala Lumpur, causou a morte de 298 pessoas, a maioria holandesas.

"Com o passo que damos hoje, apresentando um caso ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos e apoiando ao máximo as denúncias dos familiares, estamo-nos a aproximar do nosso objetivo", ressaltou o ministro holandês dos Negócios Estrangeiros, Stef Blok, sobre uma ação que se soma à já apresentada por famílias das vítimas.