EFESidney (Austrália)

A primeira-ministra da Nova Zelândia, a trabalhista Jacinda Ardern, declarou a sua vitória nas eleições realizadas este sábado no país oceânico, nas quais se prevê que o Partido Trabalhista terá a maioria absoluta no Parlamento para governar desta vez sem a necessidade de alianças.

"A Nova Zelândia demonstrou esta noite o maior apoio ao Partido Trabalhista em pelo menos 50 anos", disse a primeira-ministra de 40 anos no seu discurso de vitória a apoiantes eufóricos na cidade de Auckland, depois de começar o seu discurso na língua maori.

Com quase 83,5 por cento dos votos contados, os trabalhistas obtiveram 49%, o que lhes dá 64 dos 120 lugares no Parlamento da Nova Zelândia, enquanto o Partido Nacional, da oposição, conseguiu 27%, o que se traduz em 35 representações parlamentares.