EFEHaia

Uma criança neerlandesa de 12 anos conseguiu esta quinta-feira que a Justiça dos Países Baixos lhe desse razão numa denúncia contra o próprio pai por não querer dar-lhe a autorização necessária para se vacinar contra a covid-19, uma decisão que lhe permite receber a injeção de imediato mesmo que o progenitor apresente um recurso.

O tribunal de Groningen, no norte dos Países Baixos, está de acordo com o menor porque este é consciente dos perigos do coronavírus e quer limitar o risco de contágio, especialmente junto da sua avó, com um tumor metastático nos pulmões, algo que impede o neto de a visitar porque "está convencido" que uma infeção teria consequências mortais.

Segundo o jornal neerlandês "De Volkskrant", os pais da criança estão divorciados e mantêm uma má relação, pelo que a comunicação sobre os dois filhos do casal é difícil. Além das diferenças de opinião sobre a vacinação contra a covid-19, encontra-se aberto outro processo na Justiça sobre a divisão de tarefas quanto aos menores.

Enquanto a mãe apoia a vacinação da criança, o pai está totalmente contra as vacinas anti-covid porque tem dúvidas acerca dos seus efeitos secundários. Além disso, é também contra os testes de coronavírus.

O denunciante frequenta atualmente o secundário e tem a idade mínima para receber uma das vacinas da Pfizer/BioNTech ou Moderna, autorizadas na União Europeia para menores de idade, e o juiz considerou que o interesse da criança na vacinação é superior às objeções "infundadas" do pai sobre os riscos para a saúde a longo prazo das vacinas, como infertilidade.

Contudo, o tribunal entende as preocupações do pai e ressalta que "existe de facto um pequeno risco" de desenvolver efeitos secundários graves, como a pericardite, mas que estes são conhecidos pela Direção da Saúde do país, que presta assessoria ao Governo na campanha de vacinação, e podem ser facilmente identificados e tratados na maioria dos casos.

A modo de exemplo, das 9,6 milhões de doses da Pfizer/BioNTech administradas nos Países Baixos, foram apenas identificados dois casos de miocardite e oito de pericardite.