EFENova Iorque

A farmacêutica americana Moderna anunciou esta quinta-feira que iniciou um programa para desenvolver uma vacina de dose única que combina um reforço contra a covid-19 e outro contra a gripe.

"Hoje anunciamos a primeira etapa no nosso inovador programa de vacinas respiratórias para o desenvolvimento de uma vacina de dose única que combina um reforço contra a covid-19 e um reforço contra gripe", disse a empresa num comunicado no qual apresentou os avanços do seu portfólio de produtos.

A Moderna entregou na semana passada os primeiros resultados dos seus testes clínicos às autoridades de saúde europeias para a avaliação de uma terceira dose de reforço contra a covid 19 com o objetivo de obter uma autorização.

"Estamos satisfeitos de ter solicitado uma autorização de comercialização condicional à Agência Europeia do Medicamento (EMA) para a nossa (vacina) candidata de reforço ao nível de dose de 50 microgramas", disse na última sexta a empresa farmacêutica americana em comunicado.

O diretor-executivo da Moderna, Stéphane Bancel, disse que estudos e análises adicionais "mostram que uma dose de reforço de 50 microgramas" da sua vacina contra a covid-19 "provoca fortes respostas de anticorpos contra a variante delta" do coronavírus.

A empresa explicou que a segunda fase do estudo clínico foi modificada para incluir a terceira dose administrada "aproximadamente" seis meses após a segunda.