EFEJerusalém

O primeiro-ministro interino de Israel, Benjamín Netanyahu, ofereceu ao seu rival, o centrista Beny Gantz, a formação de um executivo de união nacional, informou o jornal Haaretz.

"Não há outra opção que formar um amplo governo de unidade", disse Netanyahu, que instou a Gantz a "trabalhar juntos", a reunir-se hoje mesmo e a evitar terceiras eleições.

Com 97% dos votos contados, a coligação Azul e Branco de Gantz ganha pela mínima ao partido direitista Likud de Netanyahu, e nenhum dos dois tem uma maioria por si só para formar Governo.