EFELagos (Nigéria)

As 279 alunas sequestradas na madrugada da última sexta-feira numa escola pública para raparigas no estado de Zamfara, no noroeste da Nigéria, foram libertadas esta terça, segundo o governador da região, Bello Muhammad Matawalle.

"Tenho o prazer de anunciar a libertação das estudantes sequestradas da Escola Secundária de Ciências do Governo da cidade de Jangebe, após a escalada de vários obstáculos colocados nos nossos esforços", disse o governador no Twitter.

"Esta notícia traz-nos uma alegria avassaladora. Estou feliz que a sua terrível experiência tenha chegado a um final feliz sem nenhum incidente", afirmou o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, também através da mesma rede social.

As estudantes, que as autoridades estimaram inicialmente em 317, foram capturadas no dia 26 de fevereiro depois de um grupo de homens armados - "centenas", como revelou um funcionário da escola à imprensa local - ter invadido o centro educativo por volta da 1h da madrugada.

O sequestro em Zamfara, que as autoridades atribuíram a "bandidos" ativos no noroeste do país, aconteceu apenas nove dias após o sequestro por homens armados de 38 alunos e professores da Escola de Ciências do Governo de Kagara, no estado ocidental do Níger, que era vigiado por seguranças.