EFEGenebra

A atual vaga mundial de contágios de covid-19 continua sem travão, com um novo número recorde de 2,6 milhões de casos nas últimas 24 horas, de acordo com as estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A curva de casos continua a sua ascensão exponencial e o atual recorde quase triplica o que tinha sido medido em abril de 2021, com 900.000 casos causados então pelo auge da variante Delta.

Os fortes aumentos de contágios atuais, muitos atribuídos à variante Ómicron, têm sido vistos em regiões como a Europa, que nas últimas 24 horas confirmou 1,2 milhões de casos, América (1,1 milhões) e Ásia Oriental (105.000).

Em outras zonas, como Médio Oriente ou o sul da Ásia, a curva continua abaixo de vagas anteriores, enquanto em África, primeira região onde se detetou a variante Ómicron, os dados parecem indicar a superação do pico de contágios, embora se continue em números muito acima de vagas anteriores.

Apesar do forte aumento de casos, os valores referentes a falecidos diários no planeta mantêm-se estáveis quanto aos três meses anteriores, e nas últimas 24 horas foram notificadas 8.100 mortes, sempre segundo os números da OMS.