EFEGenebra

O Gabinete de Direitos Humanos da ONU elevou esta terça-feira a 4.253 os civis mortos durante a guerra na Ucrânia em diferentes tipos de ataques desde o passado 24 de fevereiro, quando a Rússia invadiu esse país, enquanto o de feridos está em 5.141.

272 destes falecidos eram crianças, que além disso representam 10% dos feridos civis, indicou o organismo, que faz o rastreamento do número de vítimas entre a população desde o primeiro dia da guerra.

Contudo, o próprio organismo da ONU, liderado pela alta comissária Michelle Bachelet, reconhece que os seus números não refletem o verdadeiro impacto da guerra, pois é muito difícil conseguir informação em zonas com intensas hostilidades, como no leste do país.

Esta situação afeta particularmente a cidade de Mariupol (região de Donetsk), Izium (região de Kharkiv) e Popasna (região de Lugansk), onde foram comunicadas numerosas vítimas civis.