EFELondres

O Governo britânico vai apresentar no Parlamento para votação o projeto de lei sobre a saída do Reino Unido da UE a princípios de junho, informou um porta-voz de 10 Downing Street.

A fonte indicou ontem à noite que o voto sobre esse projeto é "imperativo" se o Reino Unido quer sair do bloco europeu antes da pausa parlamentar, que começa no final de julho.

O Reino Unido tinha previsto sair do bloco europeu no passado 29 de março, mas a saída foi atrasada até ao próximo 31 de outubro depois do pacto negociado entre Londres e Bruxelas ter sido rejeitado três vezes pela Câmara dos Comuns.

A votação de junho será realizada, segundo o porta-voz, mesmo se o Governo e a oposição trabalhista não conseguirem até lá um pacto do "brexit" que possa contar com o consenso suficiente para ser aprovado na câmara inferior.

A primeira-ministra, Theresa May, e o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, realizaram ontem uma reunião na qual, segundo a imprensa, a "premier" ressaltou a necessidade de que as atuais conversas entre ambas partes possam concluir em breve com um acordo do "brexit".

Após essa reunião, o Governo afirmou que tem "a determinação de que as conversas cheguem ao seu fim e cumprir com o resultado do referendo (2016) de sair da UE".

"É por isso que vamos apresentar o projeto de lei sobre o acordo de retirada na semana que começa a 3 de junho. É imperativo que o façamos para que o Reino Unido saia então da UE antes da pausa parlamentar do verão", afirmou o porta-voz do escritório da chefe do Governo.

As conversas entre May e Corbyn desta terça-feira foram "úteis e construtivas", acrescentou a fonte, e precisou que as negociações vão continuar.