EFEWashington

A polícia de Waukesha (EUA) confirmou esta segunda-feira que o atropelamento ocorrido ontem nessa cidade do estado de Wisconsin durante um desfile de Natal, que matou cinco pessoas, além de ter deixado 48 feridas, não foi um ataque terrorista.

"Não há provas de que este seja um incidente terrorista", disse o chefe da polícia local, Dan Thompson, numa conferência de imprensa na qual informou que o condutor, que foi preso, esteva envolvido numa "rixa doméstica" antes do acontecimento.

O autor do atropelamento foi identificado pelas autoridades como Darren Brooks, de 39 anos.

Por volta das 16h39 de domingo (horário local), Brooks, que conduzia uma carrinha vermelha, derrubou várias cercas montadas para o desfile e acelerou em direção à multidão, atropelando dezenas de pessoas, muitas delas menores de idade.

Um polícia tentou neutralizá-lo a tiros, mas, devido à multidão presente no desfile, teve que cessar os disparos.

Brooks acabou por ser detido não muito longe do local do incidente, e agora enfrenta cinco acusações de homicídio.