EFEBerlim

A polícia informou hoje da detenção de um dos suspeitos do tiroteio cometido esta quarta-feira na cidade de Halle, no este da Alemanha, onde duas pessoas morreram devido aos disparos.

Fontes policiais divulgaram a detenção após um ataque que, segundo o canal de televisão "N-TV", aconteceu num estabelecimento de fast-food turco, enquanto outros meios de comunicação dizem ter ocorrido perto de uma sinagoga.

Uma testemunha que estava no local declarou ao canal que o atirador vestia um traje militar, com capacete e máscara, e que portava uma arma automática e o que parecia ser uma granada de mão.

De acordo com a testemunha, cerca de cinco ou seis pessoas estavam no local no momento do ataque e o atirador apresentava um comportamento "muito agressivo".

Paralelamente, as autoridades investigam uma possível relação entre esse ataque e outro tiroteio ocorrido pouco depois em Landsberg, a 15 quilómetros de Halle, cidade do estado de Saxónia-Anhalt.

A polícia local pediu que os moradores locais permaneçam nas suas casas e tomem precauções até que o caso seja completamente esclarecido.

Inicialmente, as fontes policiais de Halle falaram de um único suspeito, um homem. Pouco depois, as autoridades passaram a considerar um crime com a participação de vários envolvidos, provavelmente três. Os suspeitos supostamente fugiram num automóvel em direção à cidade de Leipzig, no estado da Saxónia.