EFESeul

O famoso espetáculo norte-coreano de ginástica massivo ficou temporariamente suspenso desde esta segunda-feira, segundo confirmou à Efe uma agência que inclui esta atuação nos seus pacotes turísticos, dias depois do líder Kim Jong-un ter criticado a produção.

"A partir de hoje suspendem-se as atuações de ginástica massivas e os nossos contatos em Pyongyang não forneceram nenhuma razão oficial. No entanto, esperamos que as atuações sejam retomadas em breve", disse à Efe num e-mail um representante da Young Pioneer Tours (YPT), operadora com sede na China.

Na semana passada a YPT e outras agências já advertiram desta possibilidade após serem contatadas por autoridades do regime.

Apesar de não fornecer razões para esta suspensão, o anuncio chega depois de na segunda-feira passada Kim Jong-un ter assistido à estreia do novo espetáculo de ginástica massivo, intitulado "A terra do povo", e criticado os responsáveis do próprio, como recolheu a propaganda oficial.

Kim considerou que a produção, realizada no estádio 1 de Maio de Pyongyang (o maior do mundo, com capacidade para 114.000 espectadores), tinha um "espírito criativo errado" e tachou de "irresponsável" o trabalho dos encarregados da produção, segundo recolheu a agência estatal de notícias KCNA.

Acredita-se que a suspensão poderá durar dias ou semanas para corrigir os detalhes que Kim não gostou.