EFEKiev

Um total de 150 corpos foram recuperados entre os escombros em 98 localizações da região ucraniana de Kharkiv, no leste do país e uma das mais bombardeadas pelos russos desde o começo da invasão no passado 24 de fevereiro.

Os corpos foram recuperados pelos socorristas do Serviço Estatal de Emergência de Kharkiv depois da limpeza completa dos escombros de lugares destruídos pelos bombardeamentos russos, segundo as agências de notícias ucranianas.

"As nossas unidades limparam completamente em Kharkiv os escombros em 98 localizações", explicou Anatoli Torianyk, chefe adjunto do serviço de emergência da região, citado pela Interfax-Ukraine.

A região de Kharkiv e a sua capital -com o mesmo nome e a segunda maior cidade do país-, foi uma zona especialmente castigada pelos russos nas suas tentativas de aceder desde lá às vizinhas regiões pró-russas do Donbass.

O responsável pelos serviços de emergência também informou que cinco pessoas morreram "no cumprimento do seu dever". Estes são dois socorristas que tentaram apagar um incêndio causado por bombardeamentos, assim como três especialistas em remoção de minas.

Outros sete especialistas em eliminação de minas ficaram feridos nos últimos dias.

Segundo Torianyk, os especialistas em remoção de minas responderam a entre 100-120 pedidos diários nos primeiros dias após o começo da invasão russa. Em menos de três meses responderam a um total de 4.000 emergências e eliminaram 3.000 artefactos explosivos.

"Até hoje já recebemos mais de 2.000 telefonemas sobre explosivos encontrados nas ruas ou edifícios residenciais; os nossos (especialistas em remoção de minas) simplesmente não têm tempo suficiente para ir lá e limpar tudo", disse Torianyk.