Zagreb, 5 mai (EFE). - O Governo da Sérvia prometeu pagar o equivalente a 25 euros, o que representa 5% do salário médio no país, a todos os cidadãos com mais de 25 anos que se vacinarem contra a covid-19 até 31 de maio.

"Estivemos a pensar em como recompensar as pessoas que demonstraram responsabilidade e decidimos conceder assistência financeira adicional aos que forem vacinados", disse esta quarta-feira o presidente do país, Aleksandar Vucic.

O chefe de Estado sérvio espera que, até ao final de maio, pelo menos 55% dos sete milhões de habitantes do país tenham recebido uma dose de uma das vacinas em uso (Pfizer/BioNTech, AstraZeneca, Moderna, Sputnik V e Sinopharm).

Até agora, 22% da população já foi inoculada com as duas doses, uma percentagem bem acima dos 9% da União Europeia.

Vucic ressaltou que não se pode tomar "medidas discriminatórias negativas contra aqueles que não querem receber vacinas", embora tenha descrito essa decisão como "irresponsável e egoísta", e anunciou que haverá recompensas para aqueles que forem imunizados.

Dessa forma, por exemplo, os funcionários públicos que precisarem de baixa por terem contraído o vírus terão esses dias descontados do salário, uma medida que não será aplicada aos vacinados.