EFESeul

A Coreia do Sul propôs hoje ao Norte voltar a realizar uma reunião na próxima segunda-feira para discutir os detalhes sobre a participação de Pyongyang nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang em fevereiro.

Seul propôs realizar o encontro na aldeia da trégua de Panmunjeom, situada na militarizada fronteira intercoreana, e que já foi o palco da reunião que protagonizaram na terça-feira, a primeira em mais de dois anos, informou o Ministério sul-coreano de Unificação.

Seul notificou a Pyongyang que enviará uma delegação de três pessoas liderada pelo vice-ministro de Unificação, Chun Hae-sung, que já esteve presente no encontro desta semana.

A oferta da Coreia do Sul chega quatro dias depois do Norte dizer que enviará uma delegação de representantes do seu Governo aos Jogos Olímpicos de Inverno, bem como adeptos e atletas, ainda que sem precisar se os desportistas competiriam nas provas.

A reunião de trabalho de segunda-feira teria como objetivo determinar este e outros detalhes, tais como o modo em que os norte-coreanos viajariam para o Sul -se é por terra seria necessário um acordo militar- ou como seriam cobertas as despesas da missão, já que financiar a participação do Norte em PyeongChang pode violar as sanções que pesam sobre o regime pelos seus programas de armas.

Além do seu compromisso para facilitar a participação norte-coreana no evento olímpico, Norte e Sul mostraram-se de acordo durante a passada reunião em realizar conversas de tipo militar, embora ainda não tenha sido proposta alguma data.