EFEWashington

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira o lançamento da sua própria empresa mediática, com planos de abrir uma rede social e um serviço de vídeo por subscrição.

A empresa vai-se chamar Trump Media Technology Group (TMTG) e, segundo um comunicado do ex-presidente, a sua missão é "criar um rival para o consórcio de meios progressistas e combater as companhias 'Big Tech' de Silicon Valley".

Trump acusa essas empresas de terem "usado o seu poder unilateralmente para silenciar vozes opositoras nos Estados Unidos".

O primeiro produto da nova empresa de Trump a ser lançado será a sua rede social, a "TRUTH Social" ("VERDADE social").

A aplicação já se encontra na App Store da Apple, embora segundo indica não estará disponível até fevereiro de 2022.

No seu comunicado, porém, Trump garantiu que a aplicação vai começar a funcionar numa versão de teste a partir de novembro.

Além da rede social, o ex-presidente, que continua a controlar o Partido Republicano e que contempla disputar novamente as eleições presidenciais de 2024, anunciou o futuro lançamento de uma plataforma de vídeos por subscrição.

Essa plataforma vai-se chamar TMTG+ e incluir "programação de entretenimento, notícias, podcast e mais".

Desde que teve de abandonar o poder em janeiro passado, a ideia de criar a sua própria empresa mediática ganhou peso, procurando assim comunicar diretamente com os seus seguidores, principalmente após as grandes redes sociais como Twitter, Facebook ou YouTube terem cancelado as suas contas depois do assalto ao Capitólio.