EFERedação Internacional

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, anunciou esta terça-feira planos para preparar o país para "o inverno mais difícil de todos os anos de independência" devido à "agressão da Rússia".

Com esse objetivo, Zelensky disse no seu habitual discurso noturno que se reuniu nesta terça com funcionários do Governo e representantes das maiores empresas estatais de energia e órgãos reguladores.

"Independentemente do que os ocupantes planeiam para si, temos de nos preparar para o próximo inverno no nosso país", informou o presidente.

"Na situação atual, devido à agressão da Rússia, este será o inverno mais difícil em todos os anos de independência", afirmou Zelensky, ao anunciar que a Ucrânia não venderá gás e carvão a outros países, uma vez que toda a produção interna será direcionada para as necessidades internas dos seus cidadãos.

O presidente também anunciou que a Ucrânia pretende aumentar a sua capacidade de exportação de eletricidade.

"Após a histórica adesão do nosso país à rede energética unificada da Europa, tais exportações não só nos permitem aumentar as nossas receitas em moeda estrangeira, mas também influenciar diretamente a estabilização da situação energética nos países vizinhos, o que reduz o consumo de energia da Rússia", acrescentou.

Outro aspeto importante discutido na reunião desta terça-feira foi o programa de reparação de centrais térmicas, de produção combinada de calor e eletricidade e caldeiras, especialmente aquelas que foram danificadas ou completamente destruídas pelos ataques russos.

"A implementação deste programa nos próximos meses é uma das principais tarefas do Ministério da Energia ucraniano", disse Zelensky.