EFEBruxelas

Os presidentes do Conselho Europeu, Charles Michel, e da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pediram justiça neste sábado pelo genocídio de Srebrenica, há 25 anos, e que não se repita tal catástrofe.

"Honramos todas as vítimas, as suas famílias e aqueles que ainda não têm confirmação do destino dos seus seres queridos", disse Michel através da rede social Twitter.

"Não descansaremos até que a justiça seja feita", insistiu.

Por sua parte, Von der Leyen indicou na sua conta na mesma rede social que "o mundo inteiro percebe que falhamos em proteger aqueles que mais precisavam da nossa proteção".

Na sua opinião, "é o nosso dever lembrar, falar em voz alta e agir".