EFELisboa

A Endesa entregou hoje em Lisboa vários equipamentos informáticos a uma dezena de pessoas com deficiência intelectual que vão começar um pioneiro curso para preparar a sua incorporação ao mercado de trabalho em Portugal.

O gesto pretende "apoiar o curso" que este grupo de alunos vai realizar na Escola Superior de Formação de Santarém, ao norte da capital portuguesa, onde se desenvolve uma iniciativa para melhorar o acesso a um emprego de pessoas com mais do 60% de deficiência intelectual, explicou a companhia em comunicado.

No total, a Endesa entregou quinze portáteis, três computadores de mesa e sete monitores aos onze alunos que realizam o curso, numa cerimónia realizada na sede da empresa em Lisboa.

"Na Endesa acreditamos que todos os jovens têm direito a uma formação que os capacite para o mercado de trabalho, independentemente do seu grau de capacidade", defendeu no evento o diretor da Endesa em Portugal, Nuno Ribeiro da Silva.

Ribeiro da Silva acrescentou que cursos como o da escola de Santarém "são fundamentais para conseguir uma sociedade mais justa e que promova a integração profissional e social de todos".

O curso de Santarém tem uma duração de dois anos e foi "inspirado" por uma formação similar realizada durante mais de uma década na Universidade Autónoma de Madrid.