EFELisboa

A companhia Endesa ratificou hoje a sua aposta pela mobilidade elétrica durante a escala em Lisboa do veículo elétrico que percorre a península na segunda edição da chamada Volta Ibérica.

O presidente da Endesa Portugal, Nuno Ribeiro da Silva, pôs-se ao volante de um Kia Soul elétrico na etapa da capital portuguesa, uma das paragens da volta, que prevê um percurso de 900 quilómetros em Espanha e Portugal.

Ribeiro explicou à Efe que a aposta da Endesa em Portugal para 2019 é "claramente" a mobilidade elétrica, embora tenha ressaltado que é "urgente" uma regulação do setor no país.

O diretor considerou que o Executivo português deve delimitar umas regras de jogo "claras", entre as quais se referiu à discriminação positiva para os utilizadores que apostem pela mobilidade elétrica e uma rede ampla de pontos de recarga para este tipo de veículos.

Neste sentido, o presidente da Endesa Portugal afirmou que a companhia energética já oferece aos seus clientes um serviço para poder instalar carregadores para os seus veículos elétricos tanto nos seus escritórios como nos seus lares.

O objetivo da Endesa em Portugal, acrescentou, é seguir a linha aberta pela sua matriz em Espanha, onde a empresa prevê apresentar um plano que irá representar o desdobramento de mais de 4.000 pontos de recarga rápida de acesso público.

Ribeiro da Silva incidiu também na importância de criar um meio sustentável que "sensibilize, divulgue e contribua para" enfrentar uma mudança cultural "necessária" para avançar no final do ciclo do motor de combustão.

A "Volta Ibérica", que começou no passado 18 de outubro, percorreu 16 províncias espanholas e termina no próximo dia 11 em Madrid.