Os projetos selecionados irão receber um apoio económico até 144 mil euros durante um ano, formação e aconselhamento por parte de uma equipa de mentores e especialistas da Repsol. A convocatória estará aberta até 4 de março.

A Fundação Repsol dá luz verde à 8.ª convocatória do seu Fundo de Empreendedores, um programa de aceleração para apoiar startups que ofereçam soluções inovadoras no âmbito da indústria energética e química, mobilidade avançada e economia circular.

Os empreendedores que queiram participar podem apresentar os seus projetos até ao dia 4 de março de 2019, através do formulário disponível em fundacionrepsol.com.

O Fundo de Empreendedores apoia todos os anos entre seis a oito empresas, em fase pré-comercial, possibilitando a sua entrada no mercado, no menor tempo possível. Todas elas têm em comum o desenvolvimento de inovações que contribuam, de alguma forma, para uma transição energética mais sustentável.

Além de um apoio económico até 144 mil euros, os projetos selecionados irão ainda receber formação especializada e aconselhamento de uma equipa de mentores. Adicionalmente, as equipas de empreendedores podem recorrer aos especialistas da Repsol e, inclusive, desenvolver testes nas próprias instalações da empresa energética.

Este apoio não implica nenhum tipo de participação no capital da empresa, nem a cessão de direitos de propriedade intelectual.

O programa de aceleração tem a duração de um ano que pode ser prorrogado por um segundo ano nas mesmas condições.

O Fundo de Empreendedores tem também uma modalidade de apoio para startups que precisem de mais tempo para desenvolvimento, a categoria Ideas (Ideias). Nestes casos, a Fundação oferece 2 mil euros por mês, durante 12 meses, além do mesmo tipo de aconselhamento e formação que recebem os restantes projetos mais maduros.

Quem pode participar?

A convocatória dirige-se a pequenas e médias empresas, embora também possam participar pessoas físicas que ainda não tenham constituído a sua empresa.

O Fundo de Empreendedores é uma iniciativa global na qual podem participar empreendedores de qualquer parte do mundo, pois não é necessária a deslocação a nenhum espaço de trabalho de forma contínua.

A aceleradora da Fundação Repsol apoia startups que trabalhem em soluções inovadoras nos seguintes âmbitos:

Melhoria da eficiência na indústria energética e química.

Digitalização e mobilidade, com propostas inovadoras que criem valor para as pessoas.

Economia circular e biotecnologia.

Novos materiais para a indústria química e energética, a construção, o lar ou os transportes.

Geração, distribuição e armazenamento de eletricidade.

Novas tecnologias de exploração e produção de petróleo e gás.

O Fundo de Empreendedores em números

A Fundação Repsol, através do seu Fundo de Empreendedores, procura apoiar de forma eficaz os empreendedores que, com as suas inovações, contribuam para a construção de um modelo energético mais sustentável.

Após sete edições, contam-se já 48 startups integradas no programa de aceleração, que conseguiram mais de 20 milhões de euros em investimento e financiamento e registaram mais de uma centena de patentes.

Nos concursos feitos desde o seu lançamento, em 2011, foram recebidas mais de 2 700 propostas. Os selecionados deste concurso serão conhecidos em julho de 2019.

No ano passado, foram escolhidas 7 startups que se destacaram pela sua inovação no âmbito do concurso. Uma das startup veio de Portugal, outra dos EUA e as restantes do País Basco, Catalunha e Cantábria (Espanha).

Mais informações e condições de participação em fundacionrepsol.com.

prensa@fundacionrepsol.com

www.fundacionrepsol.com