EFEMadrid

A Fundación Repsol acaba de abrir uma nova fase de candidaturas para o Fundo de Empreendedores, a aceleradora empresarial que apoia startups inovadoras no sector da energia e da mobilidade.

Os projetos selecionados vão receber apoio económico até 144.000€ ao longo de um ano, para além de formação, aconselhamento de uma equipa de mentores e acesso a possíveis investidores.

A Fundación Repsol está a levar a cabo a sétima convocatória do seu Fundo de Empreendedores para apoiar as melhores startups com soluções inovadoras nas áreas da energia, da mobilidade avançada, da economia circular e dos novos materiais para a indústria energética e química.

No ano de 2017, duas das oito startups selecionadas são portuguesas e estão neste momento em fase de incubação. Inanoenergy, com uma iniciativa de micro-geradores autónomos, e a C2C-NewCap, na construção de super-baterias.

“A Fundación Repsol acredita e apoia este tipo de projetos e é um apoio rápido e que possibilita que estes se tornem uma realidade no mercado no menor tempo possível, que é o que nós, startups, precisamos”, afirma André Pereira da Inanoenergy.

“O apoio do Fundo de Empreendedores da Fundación Repsol é absolutamente ímpar e uma oportunidade única de trabalhar directamente com uma empresa de Energia de destaque mundial. O apoio recebido nesta fase em que estamos a preparar testes piloto tem sido absolutamente crítico para atingir os objetivos que tínhamos traçado”, acrescenta André Mão de Ferro da C2C-NewCap.

Os empreendedores que desejem participar poderão apresentar as suas propostas até ao dia 12 de março de 2018 no site da Fundación Repsol.

O Fundo de Empreendedores apoia startups em dois níveis de desenvolvimento:

-Projeto: startups desenvolvidas mas que ainda não chegaram à fase do planeamento comercial.

- Ideia: startups que estão a validar a tecnologia ou o modelo de negócio.

As propostas selecionadas vão receber apoio económico, formação especializada, aconselhamento por parte de uma equipa de mentores e acesso a potenciais investidores. Este apoio não implica nenhum tipo de participação no capital da empresa nem a cessão de direitos de propriedade intelectual por parte da Fundación Repsol.

O processo de aceleração tem a duração de um ano, mas pode prolongar-se para um segundo ano no caso dos projetos.

Para o desenvolvimento empresarial, o Fundo de Empreendedores oferece até 144.000€ durante um ano aos projetos e um apoio de 2.000 euros por mês durante 12 meses à categoria de ideia.

Quem pode participar?

A convocatória é dirigida a pequenas e médias empresas, ainda que também possam participar pessoas individuais que ainda não tenham constituído a sua empresa. Trata-se de uma iniciativa global na qual podem participar empreendedores de qualquer parte do mundo.

A aceleradora da Fundación Repsol apoia startups que trabalhem em soluções inovadoras em três âmbitos:

Digitalização e mobilidade, propostas inovadoras que acrescentem valor à sociedade.

Novos materiais para a indústria química e energética, construção ou transporte.

Economía circular.

Melhoria da eficiência energética e/ou processos nas operações na industria energética e química e em exploração e produção.

O Fundo de Empreendedores em números

A Fundación Repsol, através do seu Fundo de Empreendedores, procura apoiar de forma eficaz os empreendedores que, com as suas inovações, contribuem para a construção de um modelo energético mais sustentável.

Após seis edições, contam-se já 43 startups aceleradas que conseguiram mais de 16 milhões de euros em investimento e financiamento e que registaram mais de 30 patentes.

Nas seis convocatórias realizadas desde o lançamento deste Fundo, em 2011, foram recebidas mais de 2.400 candidaturas. Os selecionados desta convocatória serão conhecidos no terceiro trimestre de 2018.