EFEMadrid

A Polícia prendeu 33 pessoas e 96 ficaram feridas na terceira jornada consecutiva de distúrbios na região espanhola da Catalunha, durante os protestos contra a sentença judicial que condenou nove líderes soberanistas a penas de prisão pelo processo independentista ilegal de 2017.

Segundo informou esta quinta-feira o Ministério espanhol do Interior, a maior parte das detenções (12) foram feitas em Barcelona, que viveu outra noite de barricadas com fogueiras, automóveis e contentores queimados e centenas de extremistas a apedrejar os polícias e a atirar-lhes ácido e cocktails molotov.

Outros 11 radicais foram detidos em Lérida, 5 em Tarragona e 3 em Girona. 46 agentes da ordem ficaram feridos nos confrontos, tanto das forças catalãs de segurança como da Polícia espanhola.

Barcelona também foi a cidade com mais feridos nos protestos, 57, segundo os serviços de emergência. Oito ruas do centro urbano continuam encerradas por causa das grandes destroços.