EFELas Palmas de Gran Canaria (Espanha)

Cerca de 8.000 pessoas foram evacuadas de várias localidades da ilha atlântica espanhola de Gran Canaria devido a um grande incêndio que queimou mais de 3.400 hectares, o terceiro grande fogo nesta região no prazo de uma semana.

O incêndio continua sem controlar no Parque Natural de Tamadaba, no noroeste da ilha, uma floresta de pinheiro canário autóctone declarada Reserva da Biosfera. O fogo levou também ao corte de duas dezenas de estradas.

Cerca de 400 efetivos trabalharam durante toda a noite para tentar conter a cauda do incêndio e os flancos direito e esquerdo, enquanto o topo continua a avançar para dentro do parque. Este grupo vai ser substituído esta segunda-feira por 700 operários apoiados por 16 aeronaves.

Por questões de segurança, quarenta pessoas passaram a noite no centro cultural da localidade de Artenara.

Este novo incêndio, que começou no sábado, junta-se a outros dois anteriores ainda não totalmente extintos, embora controlados.

O maior deles queimou cerca de 1.200 hectares de massa florestal na área mais elevada da ilha e obrigou à evacuação de mil pessoas de várias localidades. O outro, no nordeste, queimou 160 hectares de mato.