EFELisboa

O primeiro-ministro e candidato socialista, António Costa, incentivou este domingo os portugueses a participarem nas legislativas depois de depositar o seu voto de forma antecipada no Porto.

Costa aderiu à fórmula de voto antecipado, uma alternativa pensada para limitar a abstenção e facilitar a participação em condições de segurança nas eleições convocadas para o próximo dia 30.

O primeiro-ministro fez um "apelo geral" aos eleitores, tanto aos inscritos hoje no sistema de voto antecipado -mais de 300.000 pessoas- como os que vão votar no próximo domingo, para que participem, pois as eleições "são um momento único em que os cidadãos decidem".

Além disso, "estão criadas todas as condições para que todos possam votar com segurança", incluídos os cidadãos que estarão confinados no dia eleitoral, que poderão sair à rua e votar na última faixa horária, entre as 18.00 e as 19.00 horas.

O dia de voto antecipado decorre com normalidade em centenas de mesas de voto abertas em todo o país.

Os mais de 300.000 eleitores inscritos para votar hoje representam um enorme salto comparativamente às 50.000 pessoas que recorreram a esta opção nas legislativas de 2019, mas estão ainda bem longe do milhão de eleitores previstos pelas autoridades eleitorais.