EFECopenhaga

O autor de um ataque na quarta-feira em Kongsberg (sudoeste da Noruega) no qual cinco pessoas morreram e duas ficaram feridas é um convertido ao islamismo que apareceu numa lista de pessoas cuja radicalização era motivo de preocupação, informou a polícia esta quinta.

"A polícia já tinha entrado em contato com ele antes, havia uma preocupação relacionada com a sua radicalização. Mas não registamos nenhum aviso em 2021", disse em conferência de imprensa Ole Bredrup Sæverud, comissário do distrito sudoeste.

Sæverud sublinhou, no entanto, que a investigação se encontra numa fase inicial e que irá demorar a esclarecer os motivos, pelo que se recusou a assegurar que se trate de um atentado terrorista.

O agressor, um dinamarquês de 37 anos residente há muito tempo em Kongsberg, usou mais armas no ataque e a polícia está "bastante certa" de que atuou sozinho.

Os mortos são quatro mulheres e um homem com idades entre 50 e 70 anos cuja identidade ainda não foi divulgada; um dos dois feridos é um polícia que estava de folga.