EFECopenhaga

Barcelona, Madrid, Lisboa e outras 27 grandes cidades, que somam mais de 58 milhões de habitantes, alcançaram o seu pico de emissões de gases do efeito de estufa e começaram a reduzi-las, segundo um relatório difundido esta terça-feira, véspera da Cimeira de Autarcas do Grupo de Liderança Climática (C40).

A lista inclui, entre outras, Atenas, Berlim, Copenhaga, Londres, Milão, Oslo, Paris, Roma, Estocolmo, Varsóvia, Washington e 9 cidades americanas como Boston, Chicago, Los Angeles, São Francisco e Nova Iorque; as australianas Melbourne e Sydney e as canadianas Toronto, Montreal e Vancouver.

Todas fazem parte do grupo de cidades pela liderança climática (C40), que a partir de amanhã e até sábado realizam em Copenhaga uma cimeira mundial que reúne dezenas de autarcas e outros representantes políticos, empresários e cientistas.

Após alcançar o pico marcado para poder limitar a subida da temperatura global a 1,5 graus, essas trinta cidades reduziram as suas emissões numa média de 22%, com Copenhaga em destaque com uma queda de 62%.

A metade das cerca de 90 cidades do C40 alcançaram o topo, irão fazê-lo em 2020 ou fizeram compromissos concretos para alcançá-lo, aponta o relatório, que destaca a liderança climática das cidades num contexto de aumento das emissões globais.

"O fato de que trinta das cidades maiores e mais influentes já tenham alcançado o seu topo demonstra que uma transição baixa em emissões de carbono rápido e equitativo é possível e que já está em andamento", segundo um comunicado.

O estudo destaca que 82 dessas cidades impulsionaram sistemas de aluguer de bicicletas (por 13 em 2009), que há mais de 66.000 autocarros elétricos nas suas ruas (uma centena em 2009) e que 18 localidades proibiram ou restringiram o plástico não reciclável ou de um só uso (duas uma década atrás).

"As cidades que chegaram ao seu teto de emissões elevam a marca da ambição climática e, ao mesmo tempo, exemplificam como a ação climática cria comunidades mais saudáveis, justas e fortes", afirmou o diretor-executivo do C40, Mark Watts.

O C40 anunciou que vai lançar uma plataforma digital para compartilhar conhecimento, experiências práticas e enfoques comprovados entre as cidades do grupo.