EFEParis

O fogo que devastou desde a tarde de segunda-feira a catedral de Notre-Dame de Paris foi totalmente apagado, embora possam ainda ficar focos residuais que é preciso vigiar, explicou esta terça-feira o porta-voz dos bombeiros, Gabriel Plus.

"O fogo foi totalmente extinguido", afirmou Plus à imprensa, antes de especificar que "podem ficar focos residuais" e que uma centena de bombeiros vão continuar a trabalhar o dia todo.

A sua missão será também extrair, com ajuda de especialistas, algumas obras de arte que ainda não conseguiram tirar, acrescentou.

Os serviços de extinção de incêndios calculam que o fogo propagou-se por cerca de mil metros quadrados do telhado, embora o objetivo marcado, que era preservar as torres Norte e Sul, foi conseguido.

O ministro da Cultura, Franck Riester, constatou que o fogo destruiu dois terços do telhado da catedral, em particular a agulha, em cuja reconstrução se estava a trabalhar, considerada o local onde começou o incêndio.

O Estado francês, como proprietário do edifício, comprometeu-se a envolver-se na reconstrução e lançou também uma iniciativa para receber contribuições de privados.