EFEGenebra (Suíça)

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanomm Ghebreyesus, afirmou esta sexta-feira que foram notificados mais casos de contágio de coronavírus nas últimas quatros semanas do que nos seis meses iniciais da pandemia de covid-19.

O líder da agência destacou a preocupação, especialmente na Europa e América do Norte, com o grande número de pessoas internadas nos cuidados intensivos, receando um colapso nas redes nacionais de saúde.

Nesta quinta-feira, último dia com dados consolidados pela OMS, o número de mortes por covid-19 foi de 10.190, a primeira vez desde 15 de agosto que se passou a marca de 10.000 óbitos.