EFESão Paulo

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva apresentou esta sexta-feira na Justiça o pedido para a saída da prisão do ex-presidente brasileiro, com base na decisão adotada na véspera pelo Supremo Tribunal de Brasil (STF).

Lula, preso há 1 ano e 7 meses por corrupção e branqueamento de capitais, poderá sair da prisão depois do máximo tribunal do país ter determinado que a prisão de uma pessoa condenada antes de que se esgotem todos os recursos, como é seu caso, é inconstitucional.

"O presidente está muito sereno, mas a decisão do Supremo, aplicando a nossa Constituição, também deu uma luz de esperança de que possa ter justiça", disse o advogado Cristiano Zanin Martins depois de visitar o Lula no centro onde se encontra detido.