EFEWashington

A oposição democrata nos Estados Unidos conta já com uma maioria na Câmara dos Representantes favorável a iniciar um processo de "impeachment" contra o presidente Donald Trump, segundo as estimativas de vários meios de comunicação.

Entre 218 e 219 congressistas (todos democratas excepto um, eleito republicano e agora independente) manifestaram-se a favor de iniciar os trâmites para o julgamento político.

A maioria na Câmara dos Representantes é marcada por 218 votos, pelo que esta quarta-feira, pela primeira vez, se passou esse limite depois da líder dos democratas, Nancy Pelosi, ter anunciado terça-feira o início formal dos tramites para o julgamento político.

Menos de duas dezenas dos 235 legisladores democratas nessa câmara ainda se opõem, ou não se mostraram a favor, do julgamento político contra Trump.

Se a Câmara dos Representantes votar a favor do "impeachment", será o Senado -com maioria republicana- o encarregado de realizar o julgamento político contra o presidente, no qual seriam precisos dois terços dos votos para a sua destituição.

Pelosi decidiu abrir o processo para um julgamento político depois de conhecer que Trump pediu como "favor" a Kiev que investigasse o ex-vice-presidente Joe Biden e o seu filho Hunter por possível corrupção na Ucrânia.

Os democratas acusam Trump de "traição" à Constituição e à segurança nacional por ter pedido a um governo estrangeiro que investigasse Biden, até agora um dos favoritos para ganhar as primárias democratas do próximo ano.