EFEMiami

O Dorian, que como furacão deixou pelo menos 43 mortos nas Bahamas esta semana, é agora considerado um "ciclone pós-tropical", com ventos máximos constantes de 100 milhas por hora (155 km/h), informou este sábado o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

A agência estatal atribui esta classificação às formações naturais que "já não possuem suficientes caraterísticas para serem consideradas um ciclone tropical", mas alertou que ainda traz fortes chuvas e ventos.

Dados de satélites indicam que o Dorian, que ameaça este fim de semana com condições de ciclone a Nova Escócia (Canadá), está mais forte do que foi anunciado previamente este sábado.