EFECairo

As autoridades egípcias decidiram abrir neste domingo a passagem de Rafah, que liga a Faixa de Gaza ao Sinai egípcio, de forma "excecional" para transferir os palestinianos feridos aos hospitais egípcios em ambulancia, informou à Efe fonte diplomática palestiniana.

A fonte, que pediu para não ser identificada, disse que a decisão é "um ato de solidariedade ao povo palestiniano, que está a sofrer uma brutal agressão israelita" e que irá permitir a entrada e saída de ambulâncias da Faixa de Gaza para que os feridos no enclave possam receber atenção médica.

A imprensa local egípcia, assim como o canal privado Extranews, também noticiaram a decisão, que veio apenas um dia depois que uma dúzia de ambulâncias egípcias entraram na Faixa de Gaza para transportar pessoas feridas pela escalada de violência entre fações palestinianas e Israel.

No entanto, não forneceram informações sobre o período de tempo que a passagem de Rafah irá permanecer aberta.