EFESanta Cruz de Tenerife

A erupção de La Palma, que cumpre dois meses nesta sexta-feira, causou entre 550 e 700 milhões de euros de prejuízos económicos, informou o presidente das Ilhas Canárias, Ángel Víctor Torres.

Torres, após intervir telematicamente na Conferência Anual das Regiões Ultraperiféricas (RUP) da União Europeia, indicou em declarações à imprensa que para La Palma receber fundos solidários da União Europeia são necessários danos superiores a 1% do PIB, cerca de 430 milhões.

Assim, as Canárias vão poder beneficiar destes fundos, porque, de acordo com estudos elaborados pelo Governo das Canárias, os danos em La Palma estão quantificados em entre 550 e 700 milhões, um montante que é acima de 1% do PIB.