EFEMadrid

O Congresso espanhol aprovou esta quinta-feira o estado de emergência no país até ao próximo 9 de maio, aproximadamente seis meses, com o objetivo de pôr fim à pandemia de coronavírus.

O Governo do socialista Pedro Sánchez conseguiu o apoio dos seus habituais aliados parlamentares, além do Ciudadanos (liberais), enquanto o Partido Popular (conservador) se absteve e o Vox (extrema-direita) votou contra.

O estado de emergência permite aos governos regionais decretar restrições à circulação dos cidadãos, como o fecho perimetral dos seus territórios, de modo a travar a expansão do coronavírus.