EFEMadrid

Espanha ultrapassou esta terça-feira a China no número de falecidos por coronavírus ao alcançar as 3.434 mortes, frente às 3.281 do país asiático, segundo números do Ministério da Saúde espanhol.

As novas mortes pela pandemia em Espanha foram 738 nas últimas 24 horas, um novo máximo diário. O número de contagiados alcançou os 47.610 casos, com um aumento de 20% a respeito do dia anterior.

Além disso, há 3.166 pacientes em unidades de cuidados intensivos, mais 17,4% face ao relatório difundido esta terça.

O sistema hospitalar está "sobrecarregado" e essa situação "vai continuar a crescer" até que o nível de novos positivos seja reduzido, reconheceu hoje o porta-voz do Ministério da Saúde, Fernando Simón, durante uma conferência de imprensa.

O sistema de saúde está praticamente bloqueado e os profissionais estão exaustos, especialmente nas regiões mais afetadas, como Madrid e Catalunha.

Madrid, a região mais afetada de Espanha, já regista 1.825 mortes.

Mas a evolução dos dados, tanto dos infetados como os falecidos, difere de acordo com as regiões; e a Catalunha foi esta quarta-feira a mais afetada pelo segundo dia, com um aumento de 50% dos internados, enquanto em Madrid foi de apenas 7%.

Numa nota positiva, 5.367 pacientes já receberam alta em todo o país.