EFEWashington

O presidente americano, Donald Trump, iniciou esta sexta-feira o processo para impor tarifas sobre 300 mil milhões em importações da China, o que, somado às tarifas atuais, cobre o valor total dos bens chineses importados anualmente pelos Estados Unidos.

Em comunicado, o representante de Comércio Exterior dos EUA, Robert Lighthizer, revelou que Trump tomou essa decisão na manhã de sexta, embora o presidente já tivesse ameaçado impor tarifas de 25% a outros 325 mil milhões em importações procedentes da China.

"Teremos 325 mil milhões a 25%. E estamos a começar hoje o processo para fazer isso", disse Trump na quinta-feira.

Lighthizer não especificou no seu comunicado se a taxa tarifária será mesmo de 25%, limitando-se a explicar que o presidente lhe ordenou "começar o processo para subir as tarifas em basicamente todas as importações chinesas que restam, que estão avaliadas em aproximadamente 300 mil milhões de dólares".

Além disso, Lighthizer não indicou quando essas novas tarifas poderão entrar em vigor, e disse que na segunda-feira haverá mais detalhes sobre essa medida no site do Escritório do Representante de Comércio dos EUA (USTR, na sigla em inglês).

No entanto, detalhou que "em breve" a decisão será publicada no "Federal Register", o jornal oficial do governo no qual são divulgados leis, disposições, propostas normativas e avisos públicos.