EFEWashington

Estados Unidos devolverão ao México todos os imigrantes solicitantes de asilo que cruzem a fronteira comum de forma irregular, informaram na sexta-feira ambos Governos numa declaração conjunta.

"Aqueles que cruzem a fronteira sul dos Estados Unidos para pedir asilo serão rapidamente devolvidos ao México, onde poderão esperar a resolução das suas solicitações", indicaram os executivos de Donald Trump e Andrés Manuel López Obrador.

Pela sua vez, "México autorizará a entrada a todas essas pessoas por razões humanitárias, em cumprimento das suas obrigações internacionais, enquanto esperam a resolução dos seus pedidos de asilo. México também lhes oferecerá emprego, saúde e educação de acordo aos seus princípios".

Nos últimos meses, o Governo de Trump tinha provado já a estratégia de devolver a solicitantes de asilo ao México, mas a maioria ficavam em liberdade nos Estados Unidos.

A "expansão" deste programa ao longo de toda a fronteira é o principal acordo que EE.UU. e o México alcançaram nesta sexta-feira e que permitiu que Washington acedesse a suspender as tarifas que iam a entrar em vigor na segunda-feira a todas as importações mexicanas.