EFELondres

O porta-voz do Trabalhismo no Parlamento europeu, Richard Corbett, advertiu ao líder do partido, Jeremy Corbyn, que milhões de eleitores contrários ao "brexit" podem abandonar a formação se não apoiar outro referendo sobre a União Europeia (UE) no seu manifesto para as eleições da UE do próximo mês.

Corbett, que lidera ao grupo de vinte europarlamentares trabalhistas, fez o pedido pelo receio de que os jovens e os eleitores pro-europeus não lhes respaldem se não houver um compromisso de realizar outra consulta, informa o dominical "The Observer".

O líder trabalhista não foi abertamente claro sobre se respalda outra consulta, chamada o "voto do povo", a qualquer acordo sobre o "brexit" que chegue com o Governo britânico.

"Se o Trabalhismo não confirmar o seu apoio a um voto de confirmação do povo a qualquer acordo do "brexit" no seu programa eleitoral, então vai haver uma hemorragia de votos a partidos que têm uma mensagem clara. Por outro lado, se oferecermos clareza e um voto de confirmação, poderíamos ter bons resultados", disse Corbett.

Embora o Trabalhismo mantenha as opções abertas sobre outro referendo nas atuais conversas com o Governo sobre o "brexit", algumas figuras destacadas da formação da oposição recusaram confirmar essa possibilidade.