EFEHaia

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) recebeu esta terça-feira uma solicitação oficial da farmacêutica Janssen, filial da americana Johnson & Johnson, para estudar a possibilidade da Comissão Europeia lhe conceder uma licença de uso condicional da sua vacina contra a covid-19 na União Europeia (UE).

O regulador europeu, que até agora deu luz-verde às vacinas da Pfizer/BioNTech, Moderna e AstraZeneca, vai estudar este pedido "segundo um calendário acelerado", porque já começou em dezembro a analisar em tempo real os dados sobre eficácia, segurança e qualidade da vacina contra o SARS-CoV-2 para adiantar trabalho.

O comité de medicamentos humanos (CHMP) espera poder concluir a análise de todo o pacote de dados desta vacina "a meados de março", desde que a informação apresentada pela empresa seja "suficientemente completa e sólida" para aprovar o seu uso em todos os países europeus ao mesmo tempo e nas mesmas condições.