EFEMadrid

O presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, anunciou este domingo a sua intenção de que o novo estado de emergência -alerta, em Espanha- com o objetivo de travar a segunda vaga da pandemia de covid-19 dure seis meses, especificamente até 9 de maio de 2021.

Sánchez deu uma conferência de imprensa para explicar o alcance do novo estado de emergência aprovado por um Conselho de Ministros extraordinário.

O presidente do Governo disse que este conselho vai aprovar a iniciativa na próxima terça-feira para que o Congresso espanhol possa votá-la nesta semana, algo para o qual Sánchez pediu "um apoio esmagador".