EFELisboa

"Não deixem de lutar pelo futuro", disse hoje a ativista sueca Greta Thunberg numa breve mensagem à sua chegada a Lisboa, onde insistiu que vai manter a sua reivindicação aos líderes mundiais para travar a mudança climática.

"Estamos numa emergência climática, precisamos de um ponto de vista global, precisamos de trabalhar juntos para garantir condições de vida para a humanidade no futuro", disse a jovem nas suas primeiras declarações após atravessar o Atlântico num catamarã desde os Estados Unidos.

Thunberg, que chegou a Lisboa como escala na sua viagem para Madrid para participar na Cimeira do Clima, espera que os "líderes mundiais" reunidos na capital espanhola "percebam finalmente a urgência".

"Muitas pessoas dizem que não importa e que nada vai acontecer, mas estamos a começar a ver os resultados", acrescentou. "Temos de pensar a longo prazo, não podemos pensar apenas no hoje, temos de pensar no futuro".

Admitiu que os jovens da sua geração "estão zangados e frustrados e é por uma boa razão. Deixem de dar-nos motivos para ficarmos zangados", disse.

A adolescente sueca não revelou a sua agenda para os próximos dias, mas anunciou que irá para Madrid para participar na marcha convocada na sexta-feira contra as alterações climáticas e que depois passará o Natal em casa.