EFESydney (Austrália)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou hoje nas Fiji sobre o crescente perigo que as mudanças climáticas representam para a paz e a segurança mundial, tema que afeta especialmente as ilhas do Pacífico.

"Os estrategistas militares veem claramente a possibilidade de que os impactos (da mudança climática) aumentem as tensões à volta dos recursos e aconteçam movimentos massivos de pessoas em todo o mundo", disse Guterres na cimeira do Fórum das ilhas do Pacífico.

Após lembrar que as temperaturas e os desastres naturais são cada vez mais extremas, o máximo representante da ONU ressaltou que a mudança climática vai afetar gravemente a segurança alimentar devido à salinização da água e a perda de cultivos, afetando também os sistemas de saúde pública nos países mais vulneráveis.

Em 2016, mais de 24 milhões de pessoas de 118 países e territórios foram deslocadas por desastres naturais, três vezes mais que o número de pessoas deslocadas por conflitos no planeta, segundo a ONU.

Guterres também destacou a experiência histórica das ilhas do Pacífico à adaptação dos diversos fenómenos climáticos e chamou a uma maior cooperação da comunidade internacional com esta região para fazer frente às mudanças climáticas.

"A região do Pacífico está na vanguarda da mudança climática (...) e por isso vocês são grandes aliados na luta" contra esse fenómeno, disse Guterres, segundo um comunicado do seu gabinete de imprensa.

António Guterres está de viagem pela Oceânia para abordar principalmente os crescentes problemas causados pela mudança climática e a ameaça que representa aos mares e oceanos do planeta, que com o aumento dos seus níveis, causado pelo aquecimento, está a provocar a perda de terrenos das ilhas do Pacífico.