EFETóquio

Pelo menos vince pessoas podem ter morrido esta quinta-feira no Japão devido a um incêndio num estúdio de animação na cidade de Quioto, informaram hoje fontes dos bombeiros.

Tinha sido informado ao início de 13 mortos, mas um responsável da equipa de bombeiros avançou à imprensa que também cerca de dez pessoas que podem ter perecido noutros lugares do edifício, onde uma pessoa não identificada entrou e atirou um líquido inflamável.

As chamas afetaram o edifício de três andares da companhia Kyoto Animation, onde no momento do incidente havia perto de setenta pessoas.

Fontes dos bombeiros confirmaram à Efe que 36 feridos, dez deles em estado grave, deram entrada nos hospitais. Não se informou sobre o número de pessoas que saíram ilesas do local.

O bombeiro que falou por um megafone sobre a possível existência de cerca de dez mortos adicionais disse que os corpos encontravam-se no terceiro andar e nas escadas para o terraço do edifício.

"Devem-se tirar os escombros caídos e aí podemos encontrar mais", acrescentou, segundo imagens difundidas pela emissora pública NHK.

O suposto responsável, um homem de 41 anos, está a ser interrogado pela polícia.

Uma vizinha que presenciou o momento no qual os polícias detiam o possível autor do incêndio premeditado disse que este tinha uma tatuagem na sua barriga e que se queixou que tinha sido "enganado" pela companhia.

Meia centena de camiões de bombeiros tiveram que se deslocar ao local para apagar as chamas.

A Kyoto Animation, com cerca de 160 empregados, foi criada em 1981 e produz filmes e programas de 'animé' para a televisão. Entre as suas produções estão a série "K-ON!!" e "Suzumiya Haruhi no Yūutsu".