EFELondres

O Governo britânico vai eliminar a quarentena para os viajantes que chegam a Inglaterra desde a União Europeia (UE) e dos Estados Unidos que receberam a vacinação completa nos seus próprios países, informa a BBC esta quarta-feira.

A emissora pública diz que o Governo do primeiro-ministro Boris Johnson, após uma reunião de ministros, tomou a decisão de os isentar da exigência mas não de vários testes de coronavírus, e está previsto dar mais pormenores nas próximas horas.

Até agora, apenas os nacionais que tinham recebido o regime de vacinação no Reino Unido estavam isentos da quarentena de dez dias no seu regresso do estrangeiro a Inglaterra (exceto de um país considerado de máximo risco).

Com as novas medidas, qualquer nacional de um país da UE ou americano totalmente vacinado poderá entrar em Inglaterra sem necessidade de isolamento, seja para turismo, negócios, visita familiar ou assistir a eventos desportivos.

No entanto, no geral, independentemente do local onde a vacina foi obtida, a quarentena continuará a ser necessária quando se chega de um território da lista "âmbar plus", como atualmente a França, ou da lista vermelha (neste caso, num hotel designado), como muitos na América Latina.

Todos os viajantes que chegam de países verdes e pessoas vacinadas provenientes de lugares âmbar, como Portugal e Espanha, estão isentos de isolamento, embora tenham de fornecer testes negativos antes e depois de chegar ao país.

Nos últimos dias, o setor de viagens, duramente atingido economicamente pela pandemia, tem vindo a pressionar o Governo para flexibilizar a sua política de viagens internacionais de modo a salvar parte da época de verão.