EFE

Kiev

O presidente russo, Vladimir Putin, sofreu uma tentativa de atentado pouco depois de ordenar a invasão da Ucrânia no passado 24 de fevereiro, disse Kyrylo Budanov, chefe da direção geral de Inteligência do Ministério da Defesa ucraniano.

"Houve uma tentativa de assassinar Putin... Diz-se até que foi atacado, não há muito tempo, por representantes do Cáucaso", indicou Budanov numa entrevista publicada esta terça-feira pelo jornal ucraniano Ukrainska Pravda.

O chefe da inteligência ucraniana indicou que se trata de "uma informação não pública. (Foi uma) tentativa absolutamente frustrada, mas aconteceu realmente... Foi há uns dois meses", mas não especifica quem poderá estar por trás da autoria desse suposto ataque.

"Repito, esta tentativa não teve sucesso. Não houve publicidade sobre este evento, mas aconteceu", reiterou Budanov.

A informação oferecida pelos serviços de inteligência ucranianos, que também avançaram recentemente que estava a ser preparado um golpe de estado na Rússia contra Putin, não pôde ser verificada junto de fontes independentes.