EFELondres

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, assegura que o Reino Unido vai libertar-se "das algemas" da União Europeia (UE) como faz a personagem do "Incrível Hulk" se não houver acordo no dia 31 de outubro, em entrevista publicada hoje pelo "The Mail on Sunday".

"Quanto mais enfurecem o Hulk, mais forte ele fica", adverte o líder conservador, que na segunda-feira se reúne com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, para tentar pactuar um acordo bilateral para a saída deste país do bloco.

Johnson mantém que o Reino Unido irá emular ao científico Bruce Banner da Marvel, que se transforma num forzudo gigante verde quando entra em cólera.

"Embora Banner esteja preso com algemas, quando é provocado explode" e as rompe, lembra.

"Hulk escapava sempre, não importa quão fortemente algemado parecesse estar, e é o mesmo para este país. Vamos sair no dia 31 de outubro", mantém o político "tory".

Na entrevista, diz que está a "esforçar-se" para conseguir um pacto de "brexit" satisfatório mas ressalta que em qualquer caso o país irá deixar o bloco na data prevista, embora isso implicasse esquivar uma lei promulgada pelo Parlamento antes da sua suspensão a 10 de setembro.

O primeiro-ministro sugere que vai ignorar essa legislação -supostamente através de alguma artimanha jurídica-, que lhe obriga a solicitar uma prorrogação à UE se no dia 19 de outubro ainda não se chegou a um acordo bilateral de saída.