EFEBruxelas

O presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, devem manter na próxima segunda-feira um almoço de trabalho em Luxemburgo, segundo avançaram à Efe fontes comunitárias e confirmou posteriormente o Executivo europeu.

Será a primeira ocasião para Juncker e Johnson de conversar em pessoa desde que o britânico assumiu o cargo de primeiro-ministro do Reino Unido em julho deste ano, já que Juncker não pôde assistir à reunião do G7 em Biarritz ao encontrar-se convalescente após uma operação.

"A União Europeia quer trabalhar de forma construtiva com o primeiro-ministro Johnson e não tinham tido a oportunidade de se reunir ainda", explicou a porta-voz comunitária Natasha Bertaud.

O encontro vai acontecer em Luxemburgo porque Juncker deve deslocar-se posteriormente a Estrasburgo para participar do plenário do Parlamento Europeu, que debaterá na quarta-feira sobre a saída britânica da União.

A reunião se produzirá a mês e meio da data na qual está prevista a saída do Reino Unido da União Europeia, o próximo 31 de outubro, um calendário ao que Johnson se comprometeu haja ou não um acordo que evite um divórcio duro.

Em Luxemburgo, Johnson se reunirá também com o primeiro-ministro deste país, Xavier Bettel, com quem se reunirá sobre o "brexit".

O Parlamento britânico aprovou legislação que obriga ao Governo a solicitar a Bruxelas uma extensão do "brexit" se não se chegou a um acordo sobre as condições de saída da UE o próximo 19 de outubro, uma prorrogação que os Vinte e sete devem aprovar de forma unânime.

Bruxelas se mostrou aberta a debater qualquer proposta que presente Londres se respeitar os princípios negociadores da UE, em particular a respeito da salvaguarda para a ilha da Irlanda, o principal ponto quente das conversas já que Johnson a rejeita plenamente e a UE se nega a eliminá-la do acordo.