EFEFrança

O presidente francês, Emmanuel Macron, reiterou este sábado ao seu colega americano, Donald Trump, a urgência de conter a ofensiva turca no nordeste da Síria "o mais rápido possível".

Os líderes mantiveram uma conversa telefônica a noite passada sobre a intervenção da Turquia na região na qual Macron defendeu a necessidade de impedir qualquer ressurgimento de Daesh (Estado Islâmico) na zona, segundo comunicou o Elísio em uma nota.

Macron disse a esta ocasião que é preciso "apoiar a quem combateram no terreno junto a nós e contra os terroristas", disse em referência aos curdos, assim como de proteger à população civil.

Neste sentido, apontou que a ofensiva turca deve ser enfreada "o mais rápido possível".

Segundo o Elísio, ambos países têm preocupações comum sobre a questão e permanecerão "estreitamente coordenados" os próximos dias.

Trump, duramente criticado pelo seu uso da ofensiva militar turca contra os curdos no norte da Síria, abandonou a passividade inicial nesta sexta-feira ao pedir ao seu colega da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que detenha os ataques sob ameaça de sanções.